sábado, 24 de outubro de 2009

4 navios de cruzeiro dão cor e movimento à cidade do Funchal

A capital madeirense recebe hoje mais uma frota interessante de navios de passageiros, entre os quais o ainda maior paquete do mundo, o Independence of the Seas, da Royal Caribbean. Ao navio do segundo maior grupo mundial do sector, junta-se os paquetes Noordam, da Holland America Line, e Arcadia, da P&O Cruises, empresas do grupo Carival, líder internacional. Juntamente com estes 3 grandes paquetes está o navio de cruzeiros Hanseatic, operado pela alemã Hapag Lloyd, atracado ao terminal norte do porto do Funchal. Devido à falta de espaço, o Arcadia fundeou à chegada, atracando após as largadas dos navios Independence of the Seas e Noordam que atracaram no molhe da pontinha. A manhã foi movimentada no porto do Funchal também com mais uma escala do ferry espanhol Volcan de Tijarafe, da Armas, em viagem de Canárias para Portimão. Como curiosidade referir que os navios Arcadia e Noordam são gémeos falsos construidos nos estaleiros italianos Fincantieri com base num projecto comum mas com pequenas diferenças adoptadas por cada uma das companhias do grupo Carnival, nomeadamente, as chaminés e os tombadilhos das piscinas a meio navio e a ré.
Referência ainda para a nomenclatura dos navios presentes, alguns dos quais com nomes que fizeram história nas marinhas mercantes inglesa e alemã, respectivamente, o Arcadia e o Hanseatic, sucessores de navios que também passaram pela Madeira com o mesmo nome.

9 comentários:

SERGIO@CRUISES disse...

O porto estava bonito com grandes navios, mas o tempo não ajudou muito. Adoro ver o porto assim cheio, mas os navios são cada vez maiores, no futuro vamos ver cada vez menos atracados.
Saudações maritimas

Por/By Luís Filipe Jardim disse...

É verdade , foi bom ver o nosso porto cheio de vida... de navios, atracados e fundeados, com muitos passageiros, tripulantes, madeirenses a vê-los e a fotografá-los... que bom!!! Que positivo para todos!!! A afirmação do Funchal ser um porto de cruzeiros e afirmar-se cada vez mais como tal!!! Lembro-me de há umas duas décadas quando o total de escalas anual rondava as 150 visitas e hoje esse número duplicou! Havia quem dissesse que eu era um sonhador... tal como nas viagens para o continente de ferry!!! Enfim... o presente veio mostrar o contrário!!! O mar, os navios, têm de fazer parte do nosso dia a dia como parte fundamental da nossa economia e da nossa cultura! Continuarei sempre a acreditar que o mar, os navios, o porto do Funchal fazem parte da nossa base, como madeirenses e como receptores dessa grande indústria mundial que é o turismo! E todos contribuimos, até na blogosfera! Saudações!

Farinha disse...

Deste conjunto de excelentes imagens selecciono uma em especial, a imagem onde se encontra o Noordam a navegar junto ao Arcadia, e o forte de São José.
Parabéns ao autor do instantâneo.
Cumprimentos

Por/By Luís Filipe Jardim disse...

Obrigado Paulo Farinha!
Fui a correr (de carro) a ver se apanhava estes dois grandes navios e lá consegui! Afinal, também na fotografia é preciso ter umas doses de sorte... em especial no momento e na luz!
Cumprimentos

Jason disse...

É pena so caberem 3 barcos de cada vez...

Para o fim de ano deveria ser um sistema por bid, quem paga-se mais ficava com o espaço.

O MSC Splendida teve de cancelar o fim de ano 2010/2011 no Funchal por falta de espaço...

Entre o Oriana e O Splendida, So pela beleza o Splendida merecia o slot...

Mas a apram e os seus dirigentes incompetentes não têm ideias deste tipo

E estão a beira da falencia tecnica.

Gil Pereira disse...

Grande post e obrigado pelas fotos magnificas...
Será que esse problema da falta de espaço não fica resolvido com as obras do novo porto?

Por/By Luís Filipe Jardim disse...

A ampliação do porto do Funchal deve ser considerada hoje. Em termos de cais acostável. A possibilidade de um cais molhe a nascente da baía é uma hipotese a ter em conta e que defendo. Em N portos do Mediterrâneo, por exemplo, uma das alternativas de portos de mar aberto é a da construção de dois cais, a leste e oeste, que acabam por criar uma baía artificial mas com área ampla de manobra. Por outro lado a ser construído um novo cais, no seu prolongamento deverão ser construidos pequenos pontos de atracação com cabeços a exemplo de N portos ao longo das Caraíbas. O porto do Funchal é hoje responsável pela entrada de mais de 400 mil turistas!!!

Jason disse...

É ampliar o cais da pontinha até a barreirinha, Mar a fora...

Dizem que nao faz sentido ampliar por causa de uns dias de casa cheia, mas ja há barcos a cancelar escalas por falta de espaço. E muitos portos gostavam de ter os cruseiros que nos visitam...

Farinha disse...

Atenção caríssimos!
Ampliar a Pontinha para Leste está fora de questão devido à grande profundidade no local, o que acarreta gastos faraónicos incomportáveis, aliás numa conjuntura económica severa, com uma nova ordem económica mundial.
Quanto à possibilidade de construção de cais molhe a nascente da Baía para comportar no mínimo um navio de grande porte aplica~se a mesma situação económica, talvez a partir do ano de 2018! estou a me reportar a um estudo económico alemão com a previsão de Portugal sair da crise a partir de 2018!!!
Este estudo foi divulgado há cerca de 4 anos.
Nesta conjuntura económica actual defendo a expansão do Cais Norte até ao Cais da Cidade em 2 fases, na 1ª fase até São Lázaro, já poderá comportar por exemplo o MSC Fantasia.
Naturalmente que neste projecto a obsoleta Marina do Funchal deverá ser sacrificada, defendendo a construção de uma maior e mais moderna a Leste do Cais da Cidade (num local entre o Cais da Cidade e o Lazareto).
Cumprimentos.
Paulo Farinha